domingo, 23 de fevereiro de 2014

Portugal 50 Escudos 28-02-1964 - Pick 168

Portugal 50 Escudos 28-02-1964 Ch 8 - Pick 168

Compra esta nota aqui / Buy this banknote here

A efígie da Rainha Santa Isabel (1270-1336), motivos alusivos ao milagre das rosas e
uma panorâmica da cidade de Coimbra reproduzida duma gravura antiga ilustram a
frente e o verso desta chapa. O retrato da Rainha Santa teve por modelo uma pintura do
primeiro quartel do século XVI, atribuída a um continuador de Quintino Metsys,
existente no Stadt Kunstmuseum de Dusseldorf, Alemanha.
Maquetas iniciais elaboradas pelo arquitecto João de Sousa Araújo. O fabrico das
chapas e a estampagem das notas estiveram a cargo da firma holandesa Joh. Enschedé
en Zonen, Grafische Inrichting N. V., de Haarlem.

Características técnicas:
A estampagem a talhe-doce da frente apresenta-se em tons de castanho-avermelhado e
engloba a efígie da Rainha Santa, dísticos, o escudo nacional e ornatos envolventes do
número “50”. No fundo, em “offset”, observam-se: uma rosácea central, de guilhoché
em linha escura, impressa em tons esverdeados e castanhos; outra rosácea, sob o retrato
da Rainha, impressa em linhas alaranjadas e castanhas na metade esquerda e tijolo e
cinzento-esverdeado na metade direita; no lado esquerdo, em cima e em baixo, dois
ornatos de técnica duplex; ainda no lado esquerdo, um ornato castanho-esverdeado com
rosas; e finalmente, a cobrir as margens, pequenos rectângulos, de tom esverdeado nas
faixas laterais e acastanhado na faixa central, dentro dos quais se encontram, em letras
microscópicas, os dísticos “Banco de Portugal”.
A estampagem a talhe-doce do verso, com tonalidade acastanhada, mostra um grande
ornato com trabalho de guilhoché em linha branca e linha escura, ornatos envolventes
do número “50”, duas pequenas figuras e os dísticos inferiores. O fundo, em “offset”, é
constituído pela vista da cidade de Coimbra, um ornato com rosas em verde e um
desenho numismático que se estende pelas margens, com rosas heráldicas, impresso a
castanho-avermelhado nas faixas laterais e amarelado na faixa central.
A aposição tipográfica do texto complementar (data, série, numeração, as palavras “O
Vice-Governador”, “O Vice-Governador” e o “Administrador” e chancelas), a preto, foi
feita nas oficinas do Banco.
Papel:
Fabricado por: Societé Arjomari, de Paris. Apresenta um filete de segurança, em traço
descontínuo, descentrado para a direita da nota.
Marca de água: apresenta como filigrana especial, no lado direito, a cabeça da Rainha
Santa Isabel, idêntica ao retrato estampado na frente da nota, e inferiormente a legenda
“Banco de Portugal”.

Sem comentários: